sexta-feira, 22 de junho de 2018

Depois que ela me comeu!

Meu cu ainda latejava por causa das bombadas potentes da Bianca e meu pau, duro como uma tora, estava pulsando e babando.
Ela deitou-se do meu lado, beijou-me e disse:
- Adorei o teu cuzinho, é quente e aoertado!
- E eu, adorei esse pauzão, nunca dei meu cu para uma pica desse tamanho!
- Vem, quero sentir esse pau me comendo, metendo bem no fundo!

Beijei-a, meti minha lingua dentro da sua boca, enquanto com uma das mãos procurei o seu pau e soquei uma punheta pra ela. O caralho cresceu novamente, demonstrando que o tesão dela ainda não havia cessado. Lambi seu pescoço e com a lingua na sua pele desci aos seios. Suguei os mamilos, deixando-os duros e pontudos. Continuei descendo, beijando a batriga e lambendo as virilhas.


Cheguei ao pau, que estava bem duro e lambi a cabeça, que ainda tinha o gosto e cheiro de porra da sua gozada. Engoli aquele membro deliciosa e fiz alguns vai e vens vagarosos. Ela gemia e me mostrava o prazer que sentia. Lambi toda aquela vara e chupei os testículos, depois levantei suas pernas, deixando-a como um franguinho assado e fui até o seu cuzinho, o qual beijei, lambi e meti a lingua, molhando com a saliva.

Segurando-a pelos pés, encontei meu pau e enterrei-o no seu cuzinho, até sentir minhas bolas encontrar a sua bunda.
- Isso gato... Mete fundo no meu cu!

- Você gosta!

- Vai, me fode!
- Vou foder gostoso!
- Isso, fode meu cu com força!
Parei de bombar, tirei o pau do cu dela e deitei na cama. Ela sentou no meu pau e começou a cavalgar. Seu pau duro e grande, balançava e batia nas minhas bolas com força
- Delicia de rabo!
- Adoro pau grande, olha como entra tudo!
- Senta nesse pau? Esmaga minhas bolas!
- Caralho, que delícia!

Enquanto ela cavalgava, meu pau entrava e saía, eu ja estava quase gozando e muito a fim de encher aquele cu delicioso com meu leite quente!

- Quero meter de quatro!
- Vem então!
- Agora mete tudo gato!
- Gostosa, tesão de rabo!
- Soca gato, soca nesse buraco!
- Toma... No fundo!
- Fode meu cu, mete esse caralho!
- Rebola pra mim!
- Assim, rebolando só na cabecinha!
- Safada!
- Seu puto, enterra essa piroca!
- Vou gozar... Vou gozar!
- Quero leite de gatinho!
Saí do cu dela, joguei a camisinha longe e jorrei a minha porra sobre o pau dela e depois dei mais um pouco para ela chupar e lamber o lambuzado com lingua quente!
Ela brincou com meu pau na boca, acariciou o seu e depois lambuzou seu rosto com a minha porra.
- Não sei o que é melhor, teu cuzinho apertado ou esse pau gostoso! Quer passar essa noite comigo?
Quero aproveitar mais e não vou cobrar!
Fodemos a noite toda e de manhã antes de sair, demos mais uma rapidinha no sofá da sala!

LEIA NA ÍNTEGRA!

Um comentário: